03 de janeiro

Janeiro Branco: quem cuida da mente, cuida da vida

O mês de janeiro é marcado pela cultura do recomeço e da renovação. Após as festas de final de ano, em que todos repensamos nossas vidas, fazemos um balanço das ações.

Chega janeiro, trazendo uma espécie de cobrança interna para realizar algo que faça os próximos 12 meses que temos pela frente melhores do que os que passaram.

Janeiro, portanto, é uma página em branco, onde pode ser reescrita uma nova história, a depender de nossas ações. Pensando nisso, psicólogos de Uberlândia (MG) criaram o Janeiro Branco, para incentivar as pessoas a mudarem suas vidas e buscarem o que as faz felizes, convidando-as a entender que, assim como os anos, a vida é feita de ciclos, de forma que, com empenho, podemos encerrar aqueles que não nos fazem bem e iniciar os que nos trarão felicidade. A escolha da cor branca é inspiradora: é a partir do branco que toda cor pode surgir, possibilitando colorirmos nossas vidas com o tom que desejarmos. O branco é, afinal, um convite à criatividade.

O objetivo principal do Janeiro Branco é chamar a atenção de todo mundo para o tema da saúde mental na vida das pessoas. Quando se fala em saúde mental, muitos relacionam à ausência de doenças, como depressão, ansiedade, bipolaridade etc. A Organização Mundial da Saúde – OMS, entretanto, conceitua a saúde como um completo estado de bem-estar físico, mental e social e não apenas a ausência de doenças ou demais enfermidades.

Em relatório emitido pela entidade, diz-se que saúde mental é “um estado de bem-estar em que o indivíduo percebe suas próprias habilidades, consegue enfrentar as situações estressantes que são comuns nas rotinas diárias e é capaz de ter uma vida ocupacional produtiva”. Assim, nosso equilíbrio mental pode ser afetado independentemente de doenças, por situações cotidianas que todos vivenciamos, como pressões internas e externas, conflitos de relacionamento, perdas ou desemprego, tendo reflexo inclusive na nossa saúde física e social.

Segundo a OMS, mais de 300 milhões de pessoas sofrem de depressão em todo o mundo, um transtorno mental frequente que afeta todas as faixas etárias, de qualquer raça, etnia ou classe social.

O Ministério da Saúde reforça, a importância de se ter hábitos saudáveis, tanto para o corpo quanto para a mente, e dá algumas dicas que podem contribuir, e muito, com a nossa qualidade de vida:

  • Reserve um tempo para curtir a vida e a convivência com os outros;

  • Viva intensamente seus momentos em família;

  • Pratique atividades físicas;

  • Mantenha uma alimentação saudável;

  • Reforce seus laços de amizade;

  • Não abra mão de boas noites de sono;

  • Não tenha vergonha de buscar ajuda de profissionais.

 Caso queira saber mais sobre a campanha, acesse o site oficial.

0 Comentário

Nome *

Email *

Sua mensagem *