01 de novembro

Novembro Azul: esqueça o preconceito e cuide da saúde!

Dados recentes do Instituto Nacional de Câncer (Inca) indicam uma tendência de mais de 68 mil novos casos de câncer de próstata por ano no Brasil.

Esse alto número deixa clara a importância da conscientização dos homens com relação às medidas preventivas para evitar a doença. Daí surgiu o Novembro Azul.

Desmistificar o diagnóstico e o tratamento do câncer de próstata é essencial para que a sociedade avance na causa. Os caminhoneiros, aliás, podem ajudar bastante nessa campanha, levantando a bandeira do Novembro Azul nas estradas país afora. Para ficar por dentro do movimento, continue conosco por aqui!

Sinais e sintomas

Na sua fase inicial, o câncer de próstata evolui silenciosamente. Alguns homens não apresentam nenhum sintoma. Já na fase mais avançada, pode provocar dor óssea, sintomas urinários, ou em casos mais graves, infecção generalizada ou insuficiência renal.

Cuidados no dia a dia do caminhoneiro

A vida na boleia pode ser um pouco atrapalhada pelo tempo passado nas estradas ao redor do país. Mesmo assim, a comunidade dos caminhoneiros tem um poder muito grande para conscientizar as pessoas e tornar o Novembro Azul ainda mais efetivo. O primeiro passo do caminhoneiro é cuidar de si. Procure acrescentar a atividade física ao seu cotidiano, inclusive durante paradas de trajetos mais longos, por exemplo. Sobre a alimentação, dá para usar as famosas marmitas e desenvolver rotinas com horários específicos para comer.

Além disso, claro, é preciso marcar presença constante no consultório de um urologista e, quando necessário, fazer o exame.

O Novembro Azul é uma campanha incrível e que merece ser incentivada em todos os lugares, das redes sociais às rodovias. Por fim, vale ressaltar: quando acontece o diagnóstico da enfermidade, o tratamento depende do estágio dela, variando de um monitoramento até estratégias mais agressivas, como radioterapia, quimioterapia e cirurgia de remoção.

Lembre-se, a prevenção é o melhor caminho. Cuide-se!

0 Comentário

Nome *

Email *

Sua mensagem *